PJuvenil Multimédia Palavra de Deus Oração em Missão Antigos Alunos

» Favoritos

» Recomendar

» Imprimir

» Fale Connosco

Revista Além-mar Revista Audácia Jornal Família Comboniana Exposição Missionária Virtual Facebook RSS
Indique o seu e-mail:
Utilizador:
Password:
 

Evangelho do dia

Evangelho do dia: Quinta, 18 de abril de 2019

Evangelho segundo São João 13,1-15

O amor ou o próprio nome de Deus


 


Comentário do dia: São João Clímaco


Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que chegara a sua hora de passar deste mundo para o Pai, Ele, que amara os seus que estavam no mundo, amou-os até ao fim.


No decorrer da ceia, tendo já o Demónio metido no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, a ideia de O entregar, Jesus, sabendo que o Pai Lhe tinha dado toda a autoridade, sabendo que saíra de Deus e para Deus voltava, levantou-Se da mesa, tirou o manto e tomou uma toalha, que pôs à cintura.


Depois, deitou água numa bacia e começou a lavar os pés aos discípulos e a enxugá-los com a toalha que pusera à cintura.


Quando chegou a Simão Pedro, este disse-Lhe: «Senhor, Tu vais lavar-me os pés?».


Jesus respondeu: «O que estou a fazer, não o podes entender agora, mas compreendê-lo-ás mais tarde».


Pedro insistiu: «Nunca consentirei que me laves os pés». Jesus respondeu-lhe: «Se não tos lavar, não terás parte comigo».


Simão Pedro replicou: «Senhor, então não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça».


Jesus respondeu-lhe: «Aquele que já tomou banho está limpo e não precisa de lavar senão os pés. Vós estais limpos, mas não todos».


Jesus bem sabia quem O havia de entregar. Foi por isso que acrescentou: «Nem todos estais limpos».


Depois de lhes lavar os pés, Jesus tomou o manto e pôs-Se de novo à mesa. Então disse-lhes: «Compreendeis o que vos fiz?


Vós chamais-Me Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque o sou.


Se Eu, que sou Mestre e Senhor, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns aos outros.


Dei-vos o exemplo, para que, assim como Eu fiz, vós façais também».


 


Santo do dia: Beata Sabina Petrilli, religiosa, +1923.

Evangelho do dia: Quarta, 17 de abril de 2019

Evangelho segundo São Mateus 26,14-25

«Em verdade vos digo: um de vós há de entregar»


 


Comentário do dia: Beato John Henry Newman


Naquele tempo, um dos Doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os príncipes dos sacerdotes e disse-lhes: «Que estais dispostos a dar-me para vos entregar Jesus?». Eles garantiram-lhe trinta moedas de prata.


E a partir de então, Judas procurava uma oportunidade para O entregar.


No primeiro dia dos Ázimos, os discípulos foram ter com Jesus e perguntaram-Lhe: «Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?».


Ele respondeu: «Ide à cidade, a casa de tal pessoa, e dizei-lhe: "O Mestre manda dizer: O meu tempo está próximo. É em tua casa que Eu quero celebrar a Páscoa com os meus discípulos"».


Os discípulos fizeram como Jesus lhes tinha mandado e prepararam a Páscoa.


Ao cair da noite, sentou-Se à mesa com os Doze.


Enquanto comiam, declarou: «Em verdade vos digo: Um de vós há-de entregar-Me».


Profundamente entristecidos, começou cada um a perguntar-Lhe: «Serei eu, Senhor?».


Jesus respondeu: «Aquele que meteu comigo a mão no prato é que há de entregar-Me.


O Filho do homem vai partir, como está escrito acerca d’Ele. Mas ai daquele por quem o Filho do homem vai ser entregue! Melhor seria para esse homem não ter nascido».


Judas, que O ia entregar, tomou a palavra e perguntou: «Serei eu, Mestre?». Respondeu Jesus: «Tu o disseste».


 


Santo do dia: Santa Catarina Tekakwitha, índia, mártir, +1680; Beata Maria Ana de Jesus, virgem, +1624.