PJuvenil Multimédia Palavra de Deus Oração em Missão Antigos Alunos

» Favoritos

» Recomendar

» Imprimir

» Fale Connosco

Revista Além-mar Revista Audácia Jornal Família Comboniana Exposição Missionária Virtual Facebook RSS
Indique o seu e-mail:
Utilizador:
Password:
 

Actualidades

Dez mil hondurenhos na fronteira com o México

22 de Outubro de 2018

A caravana com cerca de dez mil migrantes hondurenhos cruzou a Guatemala e está na fronteira com o México em direção aos Estados Unidos (EUA).


Depois de seis dias de viagem, milhares de cidadãos hondurenhos e da América Central, que caminham em direção aos Estados Unidos, cruzaram na sexta-feira a fronteira da Guatemala com o México.


À espera estava uma barreira da polícia mexicana que os impediu, ao menos por enquanto, que entrassem no Estado de Chiapas.


O Estado mexicano havia anunciado, como El Salvador e Guatemala, que não permitiria que migrantes fugindo de Honduras ficasse a mercê de injustiças, violência e corrupção de um governo que se instalou no poder por meio de fraude eleitoral.


Todos os migrantes entrevistados por vários meios de comunicação afirmaram que a pobreza, a corrupção e a violência os fizeram fugir do país. Quando perguntados, eles disseram que estavam dispostos a morrer se necessário, mas que não retornariam a Honduras porque só encontrariam a morte lá.


A diocese mexicana de San Cristóbal de las Casas emitiu um comunicado em solidariedade aos migrantes e exigiu dos governos o respeito pelos direitos humanos e a proteção contra o tráfico de pessoas. Da mesma forma, pediram à população que fornecesse toda a assistência possível com roupas, comida e abrigo para os migrantes. Por sua vez, indicaram que ofereciam toda a solidariedade necessária.

Que não falte nas novas gerações o chamado para a missão

22 de Outubro de 2018

“Rezemos para que não falte nas novas gerações o anúncio da fé e o chamado para colaborar à missão da Igreja”, disse o Papa durante o Angelo do domingo, 21 de outubro.


Em sua homilia neste Dia Mundial das Missões, Francisco recordou o tema “Juntamente com os jovens, levemos o Evangelho a todos” que inspira a celebração desta data em 2018: “Juntamente com os jovens: este é o caminho”, recordou o Papa. “E é a realidade que, graças a Deus, estamos a provar nestes dias do Sínodo dedicado a eles: a ouvir e a fazer com que participem conhecemos muitos testemunhos de jovens que encontraram em Jesus o sentido e a alegria da vida. E muitos deles o encontraram graças a outros jovens, que já participavam da companhia de irmãos e irmãs que é a Igreja”.


O Santo Padre também recordou que no sábado, na cidade de Málaga, em Espanha, foi proclamado Beato o sacerdote jesuíta Tiburzio Arnáiz Muñoz, Fundador das Missionárias das Doutrinas Rurais.


“Demos graças ao Senhor pelo testemunho deste zeloso ministro da Reconciliação e incansável anunciador do Evangelho, principalmente entre os humildes e os esquecidos. Que o seu exemplo nos leve a ser agentes de misericórdia e missionários corajosos em todos os lugares, e sua intercessão sustente o nosso caminho”.


"Eu penso em tantos cristãos, homens e mulheres, leigos, consagrados, sacerdotes, bispos que deram suas vidas e a dão agora longe de suas pátrias a anunciar o Evangelho: a eles o nosso amor, a nossa gratidão e a nossa oração. Rezemos juntos por eles a Ave Maria", disse o Papa Francisco ao final do Angelus, convidando os fiéis à oração.

Papa apoia caminhada solidária com os refugiados

22 de Outubro de 2018

O Papa Francisco publicou na sua conta da rede social Twitter uma mensagem de apoio à campanha da Cáritas Internacional que pretende “caminhar um milhão de quilómetros” lado a lado com os refugiados.


"Junte-se à Caritas e caminhe 1 milhão de quilômetros junto com migrantes e refugiados. Estamos todos no Caminho para Emaús, sendo chamados para ver o rosto de Cristo", lê-se na mensagem em @Pontifex, assinalada com a hashtag #sharejourney.


A Cáritas está a convocar comunidades ao redor do mundo a caminhar lado a lado com migrantes e refugiados como parte da iniciativa «Caminhada de Solidariedade Global» promovida pela campanha «Partilhar a Viagem».


“Caminhando juntos, aprendemos mais sobre o outro, construímos amizades e também enviamos uma forte mensagem de unidade aos líderes políticos”, afirmam os organizadores.


“Juntas, todas as organizações Cáritas no mundo pretendem alcançar um máximo de 1 milhão de quilómetros. Cada passo dado à volta do mundo é um passo dado na construção de comunidades mais fortes, de mente e coração abertos para acolher os outros e contruir um futuro comum”, anuncia a campanha.


Para participar, você pode organizar uma caminhada, registrar os teus quilómetros ou contar a sua história.


A Campanha “Partilhar a Viagem”, promovida pela Caritas Internacional, foi lançada pelo Papa Francisco a 27 de setembro de 2017 e terminará em 2019, sob o mote de acolher, proteger, promover e integrar os migrantes e refugiados. Com vista a criar e promover oportunidades para o diálogo e uma cultura do encontro entre as pessoas, espera contribuir para um melhor entendimento e uma abordagem positiva e humana sobre a viagem migratória e os seus desafios.

Portugal: Semana Nacional da Educação Cristã

22 de Outubro de 2018

«Ser Feliz é Ser Santo» é lema da Semana da Educação Cristã promovida pela Igreja Católica em Portugal e que decorre de 19 a 28 de outubro de 2018, mobilizando catequese, disciplina de EMRC e Escolas Católicas.


“Deus, que nos criou para sermos felizes, revela-nos que a felicidade se alcança fazendo o que Lhe dá glória e nos dignifica como seres humanos. Nesse sentido chamou também à santidade. “Sede santos, porque Eu sou Santo” (1Ped 1,16)”, diz o documento da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEEC DF) para a apresentação da Semana.


De acordo com o documento, “não há dúvida que este caminho proposto por Jesus colide com aquele que o mundo propõe” e é neste sentido que o Papa Francisco “propõe o modelo cristão de felicidade como alternativa ao da sociedade consumista e egoísta”: «Se não cultivarmos uma certa austeridade, se não lutarmos contra esta febre que a sociedade de consumo nos impõe para nos vender coisas, acabamos por nos transformar em pobres insatisfeitos que tudo querem ter e provar» (Gaudete et Exsultate 108).


“Santidade é, nada mais nada menos, que amar em todas as situações. Só amando somos felizes… E amamos porque primeiro fomos amados. Por isso, ser santo é resposta serena e profunda de quem se sente amado por Deus e, com Ele, entende o sentido da vida”, afirma a Comissão.


É este o desafio que queremos lançar na Semana Nacional da Educação Cristã de 2018: “de modo muito especial, aos pais, avós, professores, catequistas, sacerdotes, diáconos e todos os educadores cristãos. Um convite a serem, no mundo, testemunhas da santidade e da consequente alegria com que se entregam aos educandos que lhes são confiados. Um convite a que também eles sigam pelo mesmo caminho de santidade que os pode fazer felizes, pela entrega da fé a Deus e a oferta da vida aos outros”.

Papa disponível para ir à Coreia do Norte

19 de Outubro de 2018

“O Papa expressou a disponibilidade de ir a Pyongyang”, afirmou o cardeal Pietro Parolin.


De acordo com o cardeal, “é verdade… que o presidente da Coreia do Sul teria trazido um interesse, o interesse do presidente, do líder da Coreia do Norte, de ter o Papa em Pyongyang; o Papa mostrou-se disponível”.


No entanto, “é preciso esperar um pouco para que seja mais formalizado”, disse Parolin. “Foi somente uma primeira abordagem, mas que vai no sentido daquilo que já havia sido dito: que o presidente teria manifestado ao Papa verbalmente este interesse”, explicou.


Para o cardeal Pietro Parolin, a contribuição de uma viagem dessas “seria a de oferecer apoio”. “Esta visita do presidente da Coreia do Sul já serviu neste sentido – mas da parte da Coreia do Sul – em apoiar o processo de pacificação da Península coreana”, declarou.

Sínodo prepara carta aos jovens de todo o mundo

19 de Outubro de 2018

Os participantes no Sínodo dos Bispos dedicado aos jovens estão a preparar uma «carta aos jovens de todo o mundo», anunciou o responsável pela Comunicação da Santa Sé.


Paolo Ruffini disse, em conferência de imprensa, que a próxima semana de trabalhos vai ser dedicada à discussão e elaboração do documento final, bem como da referida carta, a ser redigida por oito pessoas: quatro padres sinodais, dois jovens, um convidado especial e um delegado fraterno.

Galeria


Comentários

Mostrar comentários | Escrever um comentário