PJuvenil Multimédia Palavra de Deus Oração em Missão Antigos Alunos

» Favoritos

» Recomendar

» Imprimir

» Fale Connosco

Revista Além-mar Revista Audácia Jornal Família Comboniana Exposição Missionária Virtual Facebook RSS
Indique o seu e-mail:
Utilizador:
Password:
 

Actualidades

Voltar ao arquivo de Actualidades

Lisboa acolhe Dia Mundial dos Pobres

15 de Novembro de 2017

A Cáritas Portuguesa associou-se a várias instituições para assinalar, no domingo, 19 de novembro, em Lisboa, o primeiro Dia Mundial dos Pobres, instituído pelo Papa Francisco.


A iniciativa, que começa com uma eucaristia na igreja de São Roque em Lisboa, a partir das 11h00, pretende ser uma oportunidade para estar com as pessoas mais carenciadas e afirmar o seu direito a uma vida digna e a uma cidadania plena.


O presidente da Cáritas Portuguesa recorda o evento que há precisamente um ano deu origem a este dia, um encontro do Papa com os pobres no Festival da Alegria em Roma, no encerramento do Jubileu da Misericórdia.


“O Papa ficou muito sensibilizado e percebeu que é possível estar com os pobres e não falar só dos pobres e fazer coisas para os pobres, porque encontrou-se com eles. Eu também tive a graça de estar presente e senti isso mesmo, e sobretudo senti a alegria dos mais fragilizados da sociedade”, recorda Eugénio Fonseca.


O ponto de encontro para o Dia Mundial dos Pobres, no próximo domingo a 19 de novembro, é o Largo da Trindade em Lisboa, pelas 10h15.


Depois da missa, às 11h00 na igreja de São Roque, os participantes são desafiados a seguir em cortejo até à Ribeira das Naus, vestindo a camisola da iniciativa “Partilhar a Viagem”, também associada aos mais necessitados.


Pelas 13h30, na Casa da Balança, cedida pelo Estado-maior da Marinha, decorre um almoço com todos os intervenientes e para as 15h00 está previsto o arranque da festa e animação, na Ribeira das Naus.


Momento que será aproveitado pela Cáritas Portuguesa para lançar a campanha solidária «10 milhões de Estrelas», que este ano vai permitir também ajudar as vítimas dos incêndios em todo o país.


Na organização deste primeiro Dia Mundial dos Pobres estão envolvidas também instituições como a Casa Pia de Lisboa, o Centro Maximiliano Kolbe, a Comunidade Vida e Paz, as Irmãs Oblatas, as obras 'O Companheiro' e 'O Ninho' e a Santa Casa da Misericórdia.


Com informações da Agência Ecclesia.

Comentários

Mostrar comentários | Escrever um comentário