PJuvenil Multimédia Palavra de Deus Oração em Missão Antigos Alunos

» Favoritos

» Recomendar

» Imprimir

» Fale Connosco

Revista Além-mar Revista Audácia Jornal Família Comboniana Exposição Missionária Virtual Facebook RSS
Indique o seu e-mail:
Utilizador:
Password:
 

Actualidades

Voltar ao arquivo de Actualidades

África: A informação é a primeira forma de solidariedade

16 de Novembro de 2017

Os missionários desmontam fake news e preconceitos que acompanham a versão mediática sobre os africanos: das migrações, aos conflitos, ao tráfico de pessoas, à economia


Um encontro com a comunicação social para começar a inverter os termos de um relato negativo sobre a África, muitas vezes deliberadamente instrumental, não raro alimentado por estereótipos xenófobos e racistas e por movimentos políticos que fazem do ódio aos estrangeiros o seu principal tema de propaganda.


É esta a iniciativa tomada pelos missionários combonianos num esforço para "romper o muro de silêncio cúmplice sobre os fatos que ocorrem nas periferias geográficas do nosso tempo". Foi com estas palavras que o padre Giulio Albanese, diretor da revista Popoli e Missione, se expressou na abertura de uma conferência de imprensa realizada na Rádio Vaticano na terça-feira, 14 de novembro.


Uma oportunidade para dar voz a quem, nas realidades dramáticas e complexas do nosso tempo, vive e trabalha há muitos anos quase sempre longe dos refletores dos médias, do fluxo quotidiano das informações. Para isso participaram do encontro o padre Domenico Guarino, comboniano, da comunidade de Palermo (envolvido no acolhimento aos migrantes), a irmã Gabriella Bottani (comboniana, coordenadora de Talitha Kum, rede mundial da vida consagrada contra o tráfico de seres humanos), o padre Elias Sindjalim (comboniano togolês, que atua na República do Congo), Luciano Ardesi (africanista, colaborador da revista Nigrizia). Com eles também o padre Rogelio Bustos, do Conselho Geral do Instituto.


Aliás o evento faz parte das celebrações do 150º aniversário da fundação da Congregação por Daniel Comboni, o grande missionário italiano que, na segunda metade do século XIX (os Combonianos foram fundados em 1867) dedicou a sua vida ao continente africano seguindo uma orientação bem clara: "Salvar a África com a África". Neste contexto, intervieram as várias realidades missionárias, cada uma consciente de que o fenómeno migratório está se tornando um detonador de ondas crescentes de medo e desinformação.


"As verdadeiras razões desse êxodo são muitas vezes esquecidas – disse o padre Albanese – por isso o mundo missionário precisa veicular informações, pois a informação é, de facto, a primeira forma de solidariedade". Nesse sentido, foi lembrado mais uma vez que a grande maioria dos deslocamentos de população, no que se refere à África, são internos, dentro do continente, e só uma pequena parte destas migrações afeta a Europa ou a Itália.


Amanhã, 17 de novembro, será realizado na aula magna da Pontifícia Universidade Urbaniana (via Urbano VIII 16, Roma), das 15:30 às 19 horas, um simpósio dedicado a Daniel Comboni intitulado "Regenerar a África com a África".


Texto original em italiano: Jornal Il Secolo XIX


PUBLICADO EM 14/11/2017


FRANCESCO PELOSO


CIDADE DO VATICANO

Comentários

Mostrar comentários | Escrever um comentário