PJuvenil Multimédia Palavra de Deus Oração em Missão Antigos Alunos

» Favoritos

» Recomendar

» Imprimir

» Fale Connosco

Revista Além-mar Revista Audácia Jornal Família Comboniana Exposição Missionária Virtual Facebook RSS
Indique o seu e-mail:
Utilizador:
Password:
 

Actualidades

Voltar ao arquivo de Actualidades

Migrantes e Refugiados, ninguém será deixado para trás

18 de Maio de 2017

A secção para os Migrantes e Refugiados é um pequeno gabinete do Vaticano dirigido pessoalmente pelo Papa Francisco e voltado para a intervenção prática. O Papa está convencido de que são necessários esforços e uma atenção especiais para assegurar que quem é forçado a fugir não é mantido afastado ou deixado para trás.


A Secção M. e R. ajuda a Igreja universal a acompanhar quem foi forçado a deslocar-se por causa dos conflitos, desastres naturais, perseguições ou pela pobreza extrema; quem busca a segurança no meio de muitas dificuldades ou está retido; e quem é vítima do tráfico de seres humanos.


A missão da Secção M. e R. é ajudar a Igreja, os Bispos, os fiéis, o clero, as organizações da Igreja e todos os demais, também a acompanhar quem está de partida e a fugir, quem se encontra em trânsito ou a aguardar, quem chega e procura integração, e quem regressa. O que significa acompanhar?


Ver, escutar, acolher


Proteger


Apoiar e integrar


Buscar soluções de longo prazo


Nas palavras do próprio Jesus, “o que quiserdes que os outros vos façam, fazei-lho vós também” (Lucas 6, 31).


"Apesar dos tremendos desafios, regista-se um progresso na edificação de um mundo mais acolhedor. Nós julgámos que há muitas oportunidades que se abrem para uma transformação significativa. Encorajamos a que todos se unam ao Papa na solidariedade, na edificação de comunidades de compaixão e acolhimento em todo o mundo. Este sítio apresenta muitos recursos; aderir à sua lista de endereços é um bom primeiro passo”, afirmam o P. Fabio Baggio C.S. e o P. Michael Czerny S.J., adminstradores da Secção Migrantes e Refugiados.

Comentários

Mostrar comentários | Escrever um comentário